sábado, 3 de dezembro de 2016

AS  CARACTERÍSTICAS  PECULIARES  DOS  GOLFINHOS

   Olá pessoal! Nesse post vou registrar sobre algumas características realmente peculiares dos golfinhos e algumas teorias a respeito desse animal tão incomum e sua relação com o ser humano.
   Uma das primeiras coisas que vem a mente das pessoas quando pensam em golfinhos é a prodigiosa inteligência desses animais. De fato, os golfinhos são mamíferos que vivem em oceanos e rios(vários tipos de botos, parentes próximos dos golfinhos, vivem em rios) que possuem uma grande inteligência, sendo animais que mantém relações socias uns com os outros, fazem sexo não nos períodos de cios como outros animais, mas quando tem vontade, por prazer, e também aprendem e realizam vários truques quando são adestrados em parques aquáticos. A inteligência dos golfinhos é tão extraordinária que muitos ciêntistas defendem que eles sejam não considerados como animais, mas como "seres inteligentes não humanos" quase como extraterrestres. Antes de apresentar algumas carácterísticas físicas dos golfinhos vou registrar uma história que aparece em alguns blogs, baseada em canalizações de personagens que viveram na época em que havia na Terra o continente conhecido como Lemúria, a milhões de anos atrás, antes mesmo de Atlântida. Segundo essas narrativas, na época de Lemúria o ser humano (essa antiga geração é chamada de lemuriana) começou a ter consciência de si mesmo e desenvolveu o corpo muito parecido com o nosso atual, porém maior como os gigantes das lendas e também mantinha o chamado "terceiro olho" na testa que lhe permitia ver e perceber coisas além do plano material. Antes de alcançar esse nível de desenvolvimento (com a ajuda de manipuladores genéticos alienígenas) o ser humano era hermafrodita e se reproduzia de maneira diferente. Com a divisão de sexos masculino e feminino houve a chamada "queda na matéria" e o indivíduo masculino percebeu como era bom fazer sexo, por isso se acasalou com outros animais gerando aberrações e criaturas parecidas com os macacos. Nessa época, devido a oscilação da chamada "barreira de frequência" uma barreira que evita que seres alienígenas vivam no planeta cusando-lhes indisposição e também devido a ondas eletro-magnéticas ou outras anomalias radioativas, as lemurianas deram a luz filhos que nasceram com características marinhas. Esse geração de "humanos com nadadeiras no lugar de mãos e pernas" se dirigiu para a água onde passou a viver e se desenvolveu através de várias gerações, dando origem aos golfinhos. Dessa forma, seriam os golfinhos atuais descendentes dos humanos. Outras fontes dizem que o caminho foi inverso: no princípio existiam mamíferos marinhos que foram manipulados geneticamente por cientistas alienígenas e assim se tornaram como nós, com aspecto humano. Veja foto de um ebrião de golfinho e repare que ele pussui vestígios de membros inferiores (pernas) que não é a calda:

   Seja como for, geneticamente o corpo humano possui características de muitos animais, nosso DNA é riquíssimo e a base genética de vários animais mamíferos é praticamente idêntica a nossa: macacos, golfinhos e até porcos partilham de uma base genética comum a nossa, dizem que até certos órgãos de porcos podem ser usados em transplantes em humanos. Reparem no embrião humano em desenvolvimento, a princípio ele possui até calda, ao se desenvolver fica parecido com um embrião de réptil, ave, e peixe ou outra criatura marinha. Ou seja: o ser humano possui um corpo animalesco, apenas a capacidade de construir extruturas socias tão complexas e produzir e ter um senso de "arte" nos diferencia dos animais. Vamos agora analisar as particularidades do corpo dos golfinhos.
   O cérebro dos golfinhos é maior que o nosso, eles possuem cosciência de si mesmos e não dormem, não podem dormir porque senão morrem afogados, precisam subir a superfície de tempos em tempos para respirar. Por isso em certos momentos apenas entram em estado de "atividade de metabolismo reduzida" ficam mais lentos e descançam metade do cérebro enquanto a outra metade continua ativa, assim alternam o descanço das duas partes do cérebro. Veja imagem de um cérebro de golfinho á direita ao lado de um cérebro humano á esquerda:
    É realmente impressionante como o cérebro do golfinho parece ser composto de dois cérebros separados. Além desse maravilhoso "computador interno" eles também possuem um "sonar" um sistema que emite sons de alta frequência através de um órgão na cabeça, estalos que se propagam rapidamente na água e dão a ele uma percepção de distância dos obstáculos á frente, localização, tamanho, densidade e textura de outros animais, é praticamente um sentido extra e especial que lhe fornece muitos dados, um sonar mais preciso que qualquer outro inventado pelo ser humano como os usados em radares marinhos de barcos e submarinos. Seu focinho tem um sistema que detecta vibrações elétricas de outros animais (praticamente todos animais marinhos possuem esse sentido) e eles possuem até mesmo um sistema capaz de se orientar pelos campos magnéticos da Terra, como os pombos.  
   A inteligência dos golfinhos atraiu interesse de pesquisadores da NASA que nos anos 60 fizeram experiências para tentar ensinar os golfinhos a falarem, a emitirem sons intelegíveis na língua inglesa. A pesquisadora que trabalhou diretamente com os golfinhos foi Margaret Howe Lovatt. Ela trabalhava em andares inundados e um desses golfinhos estava na fase de "adolescente". Para aliviar os impulsos sexuais do golfinho macho sem presisar deslocar ele para o lugar onde estavam as fêmeas, Margaret "aliviava" manualmente o golfinho, masturbava ele. Essa situação "sexual" da pesquisadora aliada ao uso de LSD (possivelmente outras drogas também, mas o LSD injetado não fazia efeito nehum nos golfinhos) isso gerou polêmica na época e o projeto foi cancelado sem ter dado os resultados que os ciêntistas queriam. O golfinho com o qual Margaret tinha uma relação mais "íntima" se suicidou após parar de ter contato com Margaret, os golfinhos se suicidam deixando de buscar ar, se deixando afogarem. Aqui uma foto antiga de Margaret com um golfinho na época do projeto:
    Outra pesquisadora, só que de uma época mais recente, uma russa chamada Natalia Avseenko que também é antropóloga, professora universitária e especialista em mergulho livre em apnèia( segurando a respiração ela é capaz de ficar até 12 minutos embaixo d'água sem respirar) também fez pesquisas com inteligentes mamíferos marinhos, no caso dela com belugas, um tipo de baleias pequenas da região do Ártico. Ela se cobria com um óleo especial para ajudar a suportar a temperatura fria da água de até um grau negativo e nadava completamente nua com as belugas. O objetivo dessa pesquisa era comprovar a capacidade das belugas de identificar quando a pessoa estava se sentido mal e com necessidade de subir a superfície para respirar. As belugas comprovaram terem essa capacidade e ajudavam Natália a subir á superfície quando ela demonstrava precisar fazer isso. Uma foto de Natália com outros pesquisadores e as baleias no Ártico:
   O comportamento "humano" desses mamíferos marinhos é extraordinário. Golfinhos costumam carregar outros golfinhos até a superfície para ajudarem ele a respirar quando está doente ou fraco. Também existem inúmeros casos em que golfinhos ajudam nadadores a se salvarem ou manterem os tubarões afastados da pessoa até ela se salvar chegando na praia.
   Evidências apontam que os golfinhos também são capazes de se comunicarem telepaticamente uns com os outros. O escritor Charles Berlitz em seu livro "O Estranho e o Extraordinário" menciona um caso em que golfinhos recém capturados foram colocados em um tanque ao lado de outro tanque em que estavam golfinhos já treinados para as apresentações no parque aquático Seaquarium de Miami, porém, os golfinhos não podiam enxergar o tanque uns dos outros. Á noite o curador do museu de ciências de Miami ouviu sons dos tanques dos golfinhos e no dia seguinte, os treinadores constataram que os golfinhos selvagens recém capturados executavam os truques com facilidade logo após serem ensinados, quase como se já tivessem noção do que fazer, como se os golfinhos já experientes do tanque ao lado tivesse conversado com os novatos e passado informações pra eles.
   Com tudo isso, podemos certamente considerar os golfinhos e outros mamíferos marinhos não apenas como animais, mas como seres inteligentes, conscientes de si mesmos, do mundo a sua volta e do ser humano com o qual partilha semelhanças notáveis. São cérebros desenvolvidos, inteligências, consiências que nadam pelos oceanos e rios mundo afora, humanos presos em corpos "hidrodinâmicos".

sábado, 26 de novembro de 2016

O SOBRENATURAL NA ANTIGUIDADE

   Olá a todos! Nesse post vou divulgar meu segundo livro chamado "O Sobrenatural Na Antiguidade" que já está disponível para download em formato EBook pelo preço de R$ 29,06 no site www.clubedeautores.com.br essa é a capa dele:
      Registrei nele o resultado de minhas pesquisas sobre alguns temas "sobrenaturais" oriundos da antiguidade. Entre esses temas, estão uma análise sobre certos fenômenos fantásticos ocorridos na Roma antiga, na maioria deles, é possível identificar a presença dos seres conhecidos como djinns ou demônios que estavam direta e indiretamente ligados a antiga religião politeísta, sendo que eles mesmo se aproveitavam da idolatria das pessoas naquela época para serem adorados como deuses.
   Também analiso a presença dos antigos magos/astrólogos da Caudeia na corte romana. Expus o resultado de minha pesquisa sobre certos magos da antiguidade como os druidas, os magos egípcios, magos judeus, magos árabes e os magos taoístas da China. Minha pesquisa aponta que muitas dessas tradições "mágicas" continuam sendo praticadas até hoje, e muitos desses magos continuam em atividade, porém vivendo de modo oculto.
   Foi necessário pesquisar em fontes antigas, e, de certo modo "reconstruir" esse quebra-cabeças de antigas tradições. Dessa maneria espero ter lançado alguma luz sobre certos temas que pareciam estar obscuros em um passado distante. Divulgem aos interessados pelo tema e até a próxima!

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

A  MATRIX  HOLOGRÁFICA  E  FORMAS  DE  CONTROLE

   Olá pessoal! Nesse post vou esclarecer alguns detalhes sobre as formas de controle que a elite oculta usa para manter a humanidade presa em uma espécie de "Matrix" holográfica.
   A elite oculta vem usando vários métodos de controle da humanidade desde a "criação" dessa atual geração humana que surgiu logo após a queda de Atlântida. Em outros posts anteriores eu falei sobre a "criação" da humanidade pelos alienígenas conhecidos como Anunnakis do planeta Nibiru(chamado de planeta X pela NASA). A criação da humanidade ocorreu a cerca de 450.000 anos atrás, quando os Anunnakis criaram a humanidade baseados no "homo erectus" primitivo e misturando o próprio DNA deles, essa foi a primeira manipulação, pois, eles tiveram o cuidado de bloquear as habilidades psíquicas do homem e deixar inativa a segunda espiral de DNA presente em nossos genes. Nesse momento os primeiros humanos foram usados pelos Anunnakis como escravos para minerar ouro e como escravos sexuais. Após conseguirem o ouro para a camada protetora de seu planeta, os Anunnakis foram embora e a humanidade se espalhou por várias partes da Terra vivendo como tribos de caçadores/coletores. Depois de muito tempo, durante o qual muitos seres alienígenas visitaram a Terra e interagiram com os humanos primitivos, os Anunnakis resolveram dar o próximo passo na interação e controle deles sobre a humanidade, por isso, a cerca de 6.000 anos atrás eles criaram a civilização Suméria. Foi de fato o "berço" da civilização humana, pois, nessa civilização eles introduziram o conceito de poder do "estado", polícia, comércio e religião. Essa foi a segunda etapa de controle e manipulação da raça humana. As pessoas foram ensinadas a se submeterem a autoridade de um rei (geralmente filho híbrido de humano com anunnaki) que era considerado um ser divino e também aos sacerdotes e a religião. Nessa época foi estabelecido as "sociedades secretas", um grupo de indivíduos cujo objetivo seria manter as pessoas sob controle, e também enviar informações para os Anunnakis do planeta Nibiru. A submissão as regras da sociedade foi um passo importante para eles manterem as pessoas sob controle.
   A terceira etapa de controle da humanidade seria através de símbolos, estrategicamente espalhados pelo mundo todo. Esses símbolos são elementos que poucas pessoas sabem para quê funciona, porém eles tem a função de exercer, mesmo que de maneira não perceptível o controle e o direcionamento do comportamento das pessoas em determinada direção. Um desses símbolos usados desde o passado é o monumento conhecido como "obelisco". O obelisco consiste em um tipo de "torre" de pedra de quatro faces terminado em uma pirâmide no topo. Tradicionalmente as pessoas costumam associar o obelisco a cultura egípcia, mas os Césares também mandaram transportar esses monumentos para Roma na época, veja esse relato do livro "A Vida dos Doze Césares" do autor Seutônio que escreveu sobre acontecimentos daquela época, esse relato é do tempo do imperador Cláudio:

   "(...)Edificou um porto em Óstia, circundando-o de dois molhes, à direita e à esquerda, cerrando a entrada com um dique profundamente alicerçado. Com a intenção de consolidar melhor essas bases, afundou, primeiramente um navio no qual fora transportado do Egito um enorme obelisco;(...)."

   Vários obeliscos foram edificados em Roma naquela época, a elite oculta estava infiltrada entre os senadores. O costume de colocar obeliscos em pontos centrais de várias partes do planeta continua até hoje, veja fotos de obeliscos espalhados por várias partes do mundo:
   Mas eles não usam apenas os obeliscos como símbolos de poder, o próprio traçado das cidades é feito de acordo com certas simbologias, veja uma imagem da cidade de Washington e os símbolos ocultos vistos de cima:
   A cidade de Washington nos EUA está repleta de símbolos ocultos, entre eles um enorme obelisco chamado de "Monumento a Washington" veja:
    Repare no desenho que se forma quando se liga todos esses monumentos e no próprio símbolo do "Pentágono" sede da inteligência militar dos EUA. Tudo foi traçado e projetado meticulosamente. 
   Outro método de controle criado pela elite oculta foram as ideias. As ideias constituem uma forma de controle da mente das pessoas bastante sutil, é útil para eles manterem as pessoas ocupadas com ideias como: esportes, programas de TV, e culto velado a celebridades. As celebridades são usadas pela elite oculta como "modelos de felicidade" e muitas pessoas se ocupam em querer saber da vida particular dessas celebridades e acreditam que eles são modelos de "vida feliz", é um tipo de culto velado. 
   Alguns métodos de controle da elite oculta são intransigentemente diretos: químicos e físicos. Um exemplo é a água que todos bebemos. A água que a grande maioria das pessoas que vive nas grandes cidades bebe é "tratada" em estações especiais e uma das substâncias acrescentadas a essa água é o flúor, mas isso é relativamente recente. A primeira vez que o flúor foi adicionado a água para consumo humano foi nos campos de concentração nazistas, isso mesmo! Era acrescentado a água consumida pelos prisioneiros para deixá-los mais fáceis de serem submetidos. Os especialistas na área sabem que o flúor é uma substância que faz mal em grandes quantidades no organismo. Repare que não apenas a água encanada contém flúor, mas também as engarrafadoras de "água mineral" são obrigadas a acrescentarem flúor a suas águas e também os cremes dentais contém flúor. Quando se analisa em laboratório os alimentos industrializados, se encontra muitas substâncias nocivas a saúde humana neles. Os agrotóxicos deixam resíduos e também hormônios e outras substâncias são colocadas na ração e carne dos animais destinados a alimentação humana. Em várias partes da internet se encontram menções a estranhos aviões que exalam uma estranha fumaça nos céus de várias partes do mundo, esses aviões são chamados de "chemtrails" veja foto de um desses aviões exalando essa fumaça:
   Também existem ondas eletromagnéticas emitidas por certos aparelhos eletrônicos com o objetivo de "entorpecer" a mente das pessoas e até ondas de rádio cuja frequência tem essa mesma função. As vacinas as quais a maioria das pessoas aprendeu a aceitar como benéfica para se imunizar contra certas doenças não são usadas apenas para isso, elas contém concentração elevada de mercúrio, um metal pesado de efeito acumulativo no organismo humano. Não poderia deixar de mencionar o lado oculto das duas indústrias que deveriam trabalhar para ajudar na cura das doenças da humanidade: a farmacêutica e médica. Existem acordos ocultos entre esses indústrias que não tem objetivo algum de curar, apenas ludibriar as pessoas e causar uma amenização aparente nas doenças sendo que algumas dessas doenças podem ser facilmente curadas por métodos naturais e outras são simplesmente criadas por eles mesmos com o objetivo de gerar lucros ás custas das vidas de inocentes.
   Todo esse sistema funcionando em conjunto tem os objetivos de: evitar que o ser humano desenvolva as habilidades psíquicas tão comuns em muitas raças alienígenas, manter as pessoas submissas ao estado e a religião, manter as pessoas "dopadas" incapazes de pensarem e agirem por conta própria, manter as pessoas presas a formas de entretenimento e fazer com que as pessoas se sintam infelizes acreditando que o modelo ideal de felicidade são as celebridades. Por isso, pode-se afirmar que boa parte da humanidade apenas pensa que é livre, mas são simples escravos de um sistema que eles não conseguem perceber, acreditam em ideias pré-programadas e vivem em um mundo que apenas parece real, entretanto é um tipo de "matrix holográfica" assim como no filme Matrix.
    
   

sábado, 15 de outubro de 2016

NIKOLA  TESLA: UM  CIENTISTA  DE  ATLÂNTIDA

   Olá pessoal! Nesse post vou falar um pouco sobre uma pessoa que contribuiu grandemente para o desenvolvimento da humanidade: o inventor Nikola Tesla.
   Tesla nasceu em 1856 onde hoje é a Iugoslávia e faleceu em 1943 em Nova York-EUA. 
   Estudou engenharia elétrica em uma escola técnica e frequentou algumas universidades, porém sem se formar nelas. Trabalhou em uma empresa de telegrafia e também em uma das primeiras empresas telefônicas da Hungria. Em 1884 muda-se para Nova York onde foi contratado para trabalhar na empresa de Thomas Edson. Tesla começou fazendo trabalhos simples na empresa mas logo assumiu tarefas mais complexas. Tesla especulava sobre o funcionamento de invenções as quais Edson achava graça, mas depois Edson acabava comprovando que funcionavam e registrava patente delas. Tesla se demitiu da empresa devido a atritos com Edson. Em 1887 o governo americano adota o modelo de "corrente alternada" na distribuição de energia, o modelo que Tesla defendia como o melhor e mais eficiente, sendo que Edson defendia outro modelo. Tesla também defendia que a eletricidade deveria ser distribuída gratuitamente para toda humanidade, porém isso nunca aconteceu (provavelmente por causa da elite oculta). De 1891 até sua morte, passa a trabalhar basicamente como "inventor autônomo" embora tenha sido desleixado no registro de patente de suas invenções. Aqui foto de Tesla em seu laboratório onde uma enorme máquina exala uma corrente elétrica:
   Aqui, foto de Tesla lendo um livro ao lado de uma bobina:
   Essa foto mostra Tesla em seu escritório ao lado de máquinas que inventou e fotos de máquinas que ele também inventou:
   Suas contribuições para a ciência e o desenvolvimento da humanidade são incomensuráveis, ele criou invenções da área da eletricidade, eletromagnetismo e rádio. Mas o que o torna um personagem mais interessante e até mesmo excêntrico é sua vida pessoal e características pessoais. Vamos analisá-las então.
   Tesla era fluente em sete idiomas. Jamais se casou, embora tenha atraído mulheres com seus modos educados e cavalheirismo, dizia que manter-se celibatário ajudava em suas habilidades científicas (provavelmente ele "transmutava" sua energia sexual transformando-a em energia criativa). Tinha repulsa por pessoas obesas e despediu uma secretária por causa disso. Não apenas tinha repulsa, mas, também tinha uma preocupação em não engordar, pois, chegava até mesmo a pesar os alimentos que comia para nunca ingerir "a mais" que o necessário. Foi grande amigo do escritor Mark Twain. Tornou-se vegetariano. Tinha uma memória fantástica e conhecia livros inteiros de cor. Sofria de um transtorno em que a menção a alguma palavra ou ideia o fazia entrar em transe e visualizar detalhes realísticos a respeito dessa ideia. Alguns cineastas relatam sofrer desse mesmo transtorno. Isso na verdade é característica de pessoas que já viveram outras vidas no passado. Quando é mencionado uma situação que a pessoa já viveu no passado, aí ela entra em transe. No caso do Tesla, as evidências apontam que ele teria vivido nos tempos de Atlântida. Em relação a Atlântida, recomendo que deem uma olhada no meu outro post desse mesmo blog chamado "ATLÂNTIDA  E  SEUS  CRISTAIS". Quem analisar cuidadosamente como era a sociedade atlânte vai acabar chegando na mesma conclusão que eu. Por exemplo, eu disse nesse post "ATLÂNTIDA  E  SEUS  CRISTAIS" que muitas almas oriundas de Atlântida influenciaram a sociedade da Grécia e Roma antigas. Na Roma antiga, por exemplo, alguns nobres tinham o deplorável costume de comer desde a manhã até a noite, e também de comer exageradamente nos banquetes e festas, enfiando o dedo na garganta e vomitando para poder continuar comendo. Histórias sobre a Atlântida dizem que muitas pessoas faziam isso, especialmente nos momentos em que a sociedade atlânte entrou em decadência, por isso haviam pessoas que ficavam muito obesas. Provavelmente é por causa disso que Tesla tinha tanta repulsa por pessoas obesas. Além disso, a eletricidade já era conhecida e usada em Atlântida, sendo muito provável que Tesla tenha criado muita coisa em nossa era atual baseado nos conhecimentos que ele já tinha de Atlântida, e também explica o fascínio dele pela eletricidade. Entre suas invenções, havia um tipo de transmissor de rádio que permitia enviar sinais para outros continentes e até mesmo para outros planetas sendo que, em uma ocasião ele afirmou que sua máquina captou um tipo de sinal como resposta vindo de outro planeta, confirmando assim, a crença que ele já tinha sobre vida inteligente em outros planetas. Algo pouco divulgado sobre Tesla é que ele manteve correspondência com Maria Orsic, que também era Iugoslava e foi membro da "Sociedade Vril". Para mais informações a respeito, recomendo que procurem no site www.sociedadethule.org.br  aqui uma foto de Maria Orsic:
   As pesquisas de Tesla em relação a um tipo de máquina voadora anti-gravidade também são mais um dos assuntos pouco divulgados e conhecidos a respeito dele. Outra misteriosa invenção de Tesla é a chamada "Torre Wardenclyffe" que começou a ser feita em 1901 e abandonada em 1917. A ideia original era criar uma antena para telecomunicação sem fio, radiodifusão e emissão de eletricidade sem cabos conectores para várias partes do mundo. O projeto da torre foi abandonado devido ao aparente "fracasso" dele e a pressão dos investidores. Especialistas atuais que analisaram o projeto não conseguiram descobrir como ele deveria funcionar. Baseado na ideia de "guerra intergalática" contra civilizações de outros planetas, Tesla inventou o "raio da morte" ou "Tesla Death Ray" para usar para proteger a terra, mas, a elite oculta se apropriou desse projeto e criou o perigoso "HAARP" que é capaz de alterar o clima e criar catástrofes como terremotos, furacões e influenciar a mente de pessoas e animais. Eu mencionei a torre de Wardenclyffe porque acredito que talvez tenha alguma relação com outro grande mistério: o acidente de Tunguska. Esse acidente aconteceu em Tunguska na Sibéria em 1908 e causou uma enorme devastação no local queimando todas as árvores da região. Geralmente é dito que foi a queda de um meteoro que causou isso, mas, eu acredito que pode ter sido a torre Wardenclyffe que emitiu um poderoso raio devastador nessa região. Mas vale mencionar que existem inúmeras outras teorias a respeito desse incidente de Tunguska.
   Durante sua estada nos EUA, Tesla foi suspeito de ser um espião, por isso, o governo americano vigiava ele, e, após sua morte, confiscou seus documentos. Especula-se que entre os projetos de Tesla haviam esboços de invenções fantásticas como máquinas de viagem no tempo e de criação de "buracos dimensionais", o governo oculto confiscou tudo e usou da pior maneira possível seus projetos. Tesla morreu sozinho e pobre em um hotel em Nova York, mas sua memória é até hoje lembrada pelos seus grandes feitos, se não fosse por ele, é provável que a humanidade jamais tivesse conseguido "dominar" a eletricidade a as outras invenções e máquinas que dependem da eletricidade jamais teriam sido criadas.  
  
      
 

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

O  LADO  OCULTO  DO  FILME  BLADE  TRINITY

   Olá pessoal! Nesse post vou continuar a análise sobre o lado oculto do filme Blade, dessa vez do terceiro e último filme da sequência chamado "Blade: Trinity" lançado em 2004.
   O filme começa com dois helicópteros que levam uma equipe de vampiros até um deserto na Síria. Eles não tem pudor nenhum em mostrar um zigurate! Isso mesmo, um zigurate, um tipo de pirâmide típico de regiões da Mesopotâmia associados aos povos sumérios, babilônios e assírios. Em outro post desse mesmo blog denominado "NIGISSHZIDDA/TOTH/QUETZACOATL" eu falo sobre a "criação" da humanidade a cerca de 450.000 anos atrás pelos alienígenas denominados Annunnakis oriundos do planeta/nave Nibiru(também chamado de "planeta X" pela NASA). Esses zigurates foram construídos por eles que fundaram a civilização suméria a cerca de 6000 anos atrás, eles serviam, entre outras coisas, como "hotéis de luxo" onde eles se acasalavam com as "sacerdotisas" humanas. No filme, a equipe de vampiros usa roupas especiais para se protegerem do sol e entram nesse zigurate. Eles parecem procurar alguma coisa. Aqui fotos da cena em que eles exploram o zigurate por dentro:

   Um personagem pergunta sobre as inscrições nas paredes, a outra responde que é escrita cuneiforme que tem uns quatro mil anos e que ali era o berço da civilização. Eles rastreiam com um equipamento moderno algo embaixo. É quem eles procuravam, que desperta em uma forma horripilante e mata um deles. Esse personagem que desperta é considerado o "vampiro original" chamado de "Drake", sua forma original é uma forma que faz referência a aparência reptiliana, veja foto de uma cena dele com essa forma:
   Em uma cidade, Blade caça e persegue alguns vampiros. Depois de fazer um carro em que eles estavam capotar, Blade se dirige até um deles e estranha ele não ter se "esfarelado" após ser atingido com prata. O sujeito mostra que é humano e diz que "-Nós te pegamos". Uma das vampiras que esteve na equipe que explorou o zigurate filmou toda a ação, e Blade sai de cena antes dos policiais chegarem. As imagens gravadas pela vampira são divulgadas na mídia e Blade torna-se um procurado pela polícia, particularmente pelo FBI. Na sede dos vampiros, uma vampira entra no local onde está Drake que assume uma forma humana(ele pode assumir a forma de qualquer pessoa). Ela pede ajuda dele para matar um inimigo, o Blade. Em uma banca, Whistler compra um jornal em que um retrato falado do Blade está na capa. O jornaleiro é um informante do FBI, há muitos agentes vigiando e seguindo Whistler. Blade está na base assistindo um programa de entrevistas que recebe um psiquiatra Dr. Edgar Vance e um chefe de polícia para falarem sobre o Blade, assunto comentado na mídia. Ambos os entrevistados trabalham para os vampiros, no programa de TV eles agem como "agentes de desinformação". O apresentador pergunta ao policial o que ele acha dos rumores sobre vampiros, ele responde que "-Se existissem vampiros não acha que já teríamos encontrado?", e que o perigo real é o Blade chamando-o de sociopata. O Dr. Edgar Vence diz que Blade é um indivíduo problemático que acha que está vivendo sob uma conspiração de vampiros e que eles vivem entre nós. Dessa maneira, os dois desviam a atenção das pessoas fazendo a "conspiração" parecer um mito de malucos, exatamente como a elite oculta realmente faz parecer. Aqui uma foto da cena em que o Dr. Edgar Vence fala no programa de TV:
   Whistler chega na base com o jornal estampando o retrato falado de Blade e diz que a mídia está maluca com esse alarde. Ele diz que montaram uma "campanha publicitária" contra ele e que para o mundo todo ele era o inimigo número um agora. Os agentes do FBI que vigiavam a base invadem, Blade sai da base e Whistler explode tudo. Blade perde a vontade de lutar e se rende aos policiais. Na base da polícia o policial que deu a entrevista e o Dr. Vence estão em acordo, e, Vence aplica uma substância que atordoa Blade. Os vampiros que exploraram o zigurate vão até onde Blade está preso afirmando que acabou tudo e que Blade está sozinho. Depois de soltarem as algemas de Blade provavelmente para matá-lo, Hannibal King, interpretado por Ryan Reynolds invade a sala, atira nos vampiros e coloca o "soro" do Blade na boca dele. Blade e a equipe de Hannibal (que foi criada como caçadores de vampiros pelo Whistler para darem apoio ao Blade) escapa de lá e vão para uma base. Hannibal explica que passou 5 anos como escravo dos vampiros até conseguir sair do grupo deles e passar a caçá-los. Eles dizem ao Blade que "ele" está de volta. Hannibal mostra ao Blade uma revista em quadrinhos com Drácula como tema, Blade acha que é uma piada, mas Hannibal mostra um pedaço da armadura do Drake e sua forma reptiliana e conta seu passado. Ele diz que os babilônios o adoravam como "Dagon" e que agora o chamam de Drake. Dagon é uma antiga divindade pagã adorada pelos filisteus, é mencionado até mesmo na Bíblia, sua forma era de um tipo de "sereia" metade humano do tronco pra cima e do tronco pra baixo com calda de peixe. Os sacerdotes de Dagon existem até hoje e continuam a adorá-lo, no Vaticano. A "mitra" aquele chapéu usado pelo papa e os cardeais é uma adaptação da vestimenta dos sacerdotes de Dagon. Veja uma comparação das roupas dos sacerdotes de Dagon com o "chapéu do papa":
   Aqui uma ilustração representando o episódio bíblico em que a estátua de Dagon sempre aparecia prostrada diante da "Arca da Aliança" que os filisteus levaram para dentro do templo de Dagon:
   Continuando a explicação de Hannibal, ele diz que Drake nasceu na antiga Suméria e foi o primeiro dos vampiros, que tem andado nos bastidores, fazendo um caminho sangrento pelas eras. Então ele ficou enojado pelo mundo do jeito que ficou e resolveu "dormir" alguns séculos, até ser despertado pelos vampiros. Em relação a personagens que "dormem" por séculos, fazendo um tipo de hibernação, recomendo meu livro "Análise Sobre Mitos e o Oculto" disponível no site https://www.clubedeautores.com.br. No livro, especificamente na última parte denominada "O Mito dos Imortais" eu escrevi sobre a lenda de alguns personagens que se considera estarem "dormindo" através dos séculos, aguardado o momento de despertarem, o mito dos "reis/imperadores adormecidos". A equipe de caçadores de vampiros começa a caçar alguns humanos que trabalham para vampiros até chegarem ao Dr, Vence. No escritório dele, eles percebem que Vence foi morto pelo Drake que assumiu a forma dele. Blade o persegue e Drake diz que já contaram tudo sobre Blade a ele, como sobre seu soro e Whistler. Depois Drake foge. Blade segue o policial do FBI que trabalha para os vampiros e ele é obrigado a mostrar o que tem em um galpão. No galpão há um monte de pessoas mantidas inconscientes para gerar sangue para os vampiros. Blade questiona ao policial: "-Acha que eles tem um lugar pra você no futuro deles?". Essa "fazenda" de humanos é uma referência ao plano da elite oculta de limitar e controlar a humanidade, mantendo as pessoas em uma espécie de "torpor", como eles realmente fazem hoje em dia através de muitas formas de entretenimento atual (programas de TV, esportes, música pop e "culto a celebridades"). Lembra também o controle das máquinas sobre as pessoas mostrado nos filme de Matrix. Drake invade a base dos caçadores de vampiros, mata alguns e leva Hannibal e a filhinha de uma mulher que trabalhava na equipe. Ela deixou um vídeo gravado falando que conseguiu fazer uma substância que é um tipo de "vírus" que quando injetado em algum vampiro é liberado no ar e mata todos os vampiros que estão por perto. A equipe de caçadores de vampiros invade a base dos vampiros e consegue liberar o "vírus" que mata todos vampiros na base. A luta de Blade contra Drake termina em um tipo de "empate" e Drake diz que dará um último presente a Blade antes de morrer. Drake assume a aparência de Blade, assim, os policiais entram no local e levam o corpo de Drake na forma de Blade achando que Blade está morto, dessa forma Blade continua agindo no submundo contra os vampiros. 
   Com esse post, encerramos a análise sobre o lado oculto dos três filmes Blade, onde a elite oculta retratou a si mesma como  vampiros que agem infiltrados na sociedade humana, espero que tenham gostado!  
    
   

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

O  LADO  OCULTO  DO  FILME  BLADE-2

   Olá pessoal! Como havia dito em outro post, vou continuar minha análise sobre o lado oculto da continuação do filme Blade, chamado Blade-2.
   Blade-2 foi lançado em 2002, e Wesley Snipes continuou no papel principal. 
   O filme começa mostrando um "banco de sangue" da cidade de Praga, na República Tcheca. A primeira coisa que se nota é que não é um "banco de sangue" comum, apesar de ter um segurança, aparecem gatos andando no lugar, isso não é normal. Um mendigo se aproxima de outro que é o ator Luke Goss interpretando Jared Nomak e pergunta se é a primeira vez que ele "vende sangue" dizendo que eles pagam em dinheiro e até aceitam em potes (outra coisa absurda incoerente com um "banco de sangue" comum). Nomak é chamado e entra em uma sala estranha, a mulher que o guia demonstra interesse por ele ter um sangue de tipo raro. Quando eles prendem Nomak, ele consegue se soltar, mata duas pessoas e olha para a câmera que vigia dizendo que odeia vampiros. Blade luta contra uns vampiros na rua e pergunta a um deles onde está o lugar onde Whistler está preso. Ele chega até lá e salva ele, levando-o para sua base. Na base, outro sujeito está trabalhando no lugar de Whistler, é o ator Norman Reedus que interpreta Scud. Scud na verdade é um "agente duplo" enviado pelos vampiros para tentar destruir Blade. Blade aplica um "retrovírus" em Whistler para que ele volte ao normal porque foi transformado em vampiro. No dia seguinte Whistler volta ao normal e Blade diz que ele foi levado para várias bases e ficou muito tempo em poder dos vampiros. Whistler pergunta em que Scud está trabalhando, e diz que as modificações no carro vão fazer ele explodir antes da troca de óleo, os dois se desentendem, e param de brigar quando os alarmes da base soam acusando invasores. Os dois invasores são vampiros e disseram propor uma trégua por causa de outro inimigo. Blade aceita ir com eles até a base vampira mas leva consigo explosivos em sua roupa, como precaução caso seja uma armadilha. O que se nota é que o lugar é super vigiado e cheio de sistemas de senhas. A mulher vampira diz "Aqui está o verdadeiro poder da nação vampira". Ela diz: "pai". E vemos um vampiro bem estranho, ele é o personagem Elis Damaskinos líder supremo dos vampiros. É careca e provavelmente seu estilo foi baseado no vampiro do filme "Norferatu" de 1922. Damaskinos está de costas, lendo um antigo livro que me parece ser de alquimia. Como se sabe, a antiga ciência oculta da alquimia quando praticada corretamente concedia a seus adeptos a "pedra filosofal" capaz de transmutar metais baratos em ouro e o "elixir da vida eterna" capaz de conceder um grande prolongamento da vida. Como eu disse no post anterior desse mesmo blog denominado "O LADO OCULTO DO FILME BLADE" a elite oculta se envolve com ciências ocultas também(inclusive magia negra), por isso o segredo da "imortalidade" desse vampiro é na verdade a prática de alquimia. Veja foto dessa cena do livro:
   Esse Damaskinos é sem dúvida um sujeito afeito as ciências ocultas, pois, o quarto dele é repleto de objetos relacionados ao oculto, mitologia e símbolos religiosos. Veja uma foto em que mostra um aparelho parecido com um astrolábio (instrumento naval antigo usado para medir a altura dos astros acima do horizonte, provável relação com a astrologia) atrás deles:
   Damakinos diz que a ameaça é Jared Nomak, que nasceu vampiro mas se tornou uma anomalia que bebe sangue de outros vampiros. Querem que Blade lidere uma unidade de vampiros para acabar com Nomak e as outras criaturas que ficam iguais a ele depois de serem mordidas. De volta a sua base, Blade afirma que eles "vão acabar com a gente assim que puderem". Blade e a "equipe" ficam de vigília em uma boate de vampiros que é atacada por um desses parecidos com Nomak. Damaskinos afirma estar disposto a sacrificar sua própria filha nesse esquema e entra em uma piscina de sangue. É interessante notar o formato dessa piscina, ela tem o formato de um buraco de fechadura. Significa "segredo" e também é um símbolo usado pelo Vaticano no seu selo oficial e na arquitetura. Aqui foto da piscina de sangue em formato de "buraco de fechadura":
   Essa é uma foto de uma das variações do selo oficial do Vaticano que contém duas chaves cruzadas e no meio uma "cúpula" que representa simbolicamente a "montanha que liga a terra aos céus":
   E aqui foto da arquitetura da praça central do Vaticano vista de cima, exatamente com o formato de um "buraco de fechadura":
   O Vaticano, como se sabe, é uma sociedade secreta que se auto-intitulou "representante oficial" do cristianismo na terra. Tudo começou no ano 325 d.C. no chamado "Concílio de Neceia" quando eles estabeleceram o que seria a base do catolicismo. Ocultaram muitos documentos e verdades sobre Jesus e apresentaram as pessoas uma religião baseada em princípios falsos e controladores. A biblioteca secreta do Vaticano abriga documentos que abalariam o mundo se viessem a público, lá eles continuam adorando divindades pagãs, fazendo sacrifícios humanos e muitas outras insanidades. Eles também mantém contato com os Anunnakis do planeta Nibiru. O próprio Vaticano é repleto de símbolos secretos. Continuando a análise do filme, a equipe de vampiros consegue capturar um desses vampiros modificados iguais ao Nomak e estuda o corpo dele verificando uma série de "adaptações" em seu corpo. A equipe produz várias armas e resolve ir até o esgoto onde esses vampiros modificados estão reunidos. Blade cai em uma armadilha e o Damaskinos revela a ele que Nomak não evoluiu, e sim foi criado artificialmente por eles mesmos para ser o "próximo passo" na evolução dos vampiros. Damaskinos mostra um monte de "fetos de vampiros modificados", veja a foto dessa cena:
   Aqui supomos que essa seja uma alusão as profanas experiências que a elite oculta faz usando DNA humano ou mesmo uma referência as experiências que os alienígenas conhecidos como "greys" fazem usando DNA humano de vítimas de abduções. Em relação aos "greys" recomendo que vejam meu outro post nesse mesmo blog denominado "QUEM  SÃO  OS  GREYS ?" . 
 Sculd revela que era um "agente duplo" infiltrado, porém Blade mata ele com um dispositivo. Depois de várias reviravoltas, Blade consegue se salvar dos vampiros.
   Mais uma vez, essa continuação do filme Blade retrata os vampiros como sendo a própria elite oculta. Espero que tenham gostado dessa análise, em breve vou fazer outra análise, da continuação desse filme chamada de "Blade: Trinity", até lá! 
   
 
   

terça-feira, 27 de setembro de 2016

OS  MISTÉRIOS  DOS  NATIVOS  DAS  AMÉRICAS

   Olá a todos! Eu pretendia continuar minha análise sobre o lado oculto da sequencia dos filmes Blade 2 e Blade 3, mas resolvi fazer um post sobre outro assunto antes, depois eu continuo sobre o Blade.
   Esse tema intrigante é sobre alguns nativos das Américas. Ainda há muito que se descobrir a respeito desses nativos, afinal, nem todos constituíam tribos primitivas quando os conquistadores europeus chegaram, alguns formavam civilizações muito avançadas como os incas maias e astecas. Os maias, por exemplo, tinham um calendário extremamente preciso(incluindo os anos bissextos e também calendário do ano do planeta Vênus!) e um sistema de escrita hieróglifo que até hoje ainda não foi decifrado. Pesquisei em várias fontes, e, vou tentar dar um panorama geral mostrando as conclusões a que cheguei, como sempre, insisto em que os leitores pesquisem por conta própria as referências indicadas. 
   A primeira coisa que se nota é que todos os povos nativos das Américas tem uma aparência muito similar, eles compartilham um DNA muito parecido. No geral tem a pele em um tom que vai do dourado ao "avermelhado", olhos de formato amendoado e cabelos lisos e pretos. Veja foto de índios Inuítes ou Esquimós que habitam o extremo norte da América:
    Foto de índios Hopi da América do Norte:
   Foto de descendentes de Astecas da América Central:
    Foto de descendentes de Maias que viviam na região da Península de Yucatán também na América central:
   Foto de descendentes de índios Incas que viviam na região da costa oeste da América do Sul:
    Foto de descendentes de índios Tupis ou Guarani que habitavam a região da América do Sul, que corresponde atualmente ao Brasil:
    Como vocês podem notar, claramente são todos geneticamente parecidos. Isso se deve porque a origem deles é a mesma: Atlântida, eles são remanescentes da antiga Atlântida. Em relação a Atlântida recomendo meu outro post desse mesmo blog de nome ATLÂNTIDA  E  SEUS  CRISTAIS. Quando o continente Atlânte estava prestes a submergir nas águas, muitos habitantes escaparam, alguns foram para diversas partes do mundo dando origem a avançadas civilizações graças ao conhecimento avançado que tinham de Atlântida como no Egito, China, norte da Índia e América do Sul, especialmente os Incas eram descendentes de Atlântida, basta ver a cidade de Machu Picchu que é praticamente um observatório astronômico. Os outros espalhados por várias partes da América, desde o extremo norte até o sul são também descendentes de remanescentes de Atlântida, porém devido a luta pela sobrevivência não conseguiram construir civilizações muito avançadas sendo praticamente caçadores coletores, com exceção dos Maias, Incas e Astecas, porém todos da América descendem das chamadas "raça dourada" e "raça vermelha" de Atlântida.
   Um dos grandes mistérios arqueológicos são as chamadas "Pedras de Ica" umas pedras encontradas por agricultores em uma caverna na cidade de Ica no Peru. Essas pedras são registros de uma avançadíssima civilização que viveu nessa região, provavelmente se constituíam de cientistas oriundos de Atlântida que foram para lá. Eles revestiram essas pedras de algum material e desenharam nelas, registrando assim todo seus conhecimentos científicos para que ficassem como "arquivos" ou "bibliotecas de conhecimento" e não se perdessem. A datação é difícil de se saber, alguns cogitam que foram feitas a milhões de anos atrás. Nelas são registrados imagens de cirurgias avançadas:
  
Observação astronômica:
   Prova de convivência de homens com dinossauros, eles até tentaram montar neles:
   Mapa da forma dos continentes na época, bem diferentes de como são hoje:
   Mapa do arranjamento das imagens de Nazca (que como se sabe, só podem ser observadas na íntegra do alto):
   E até mesmo um emblema usado atualmente relacionado a farmacêutica, uma taça com uma serpente enrolada:
   Seria complicado explicar agora esse emblema que os antigos gregos relacionaram ao mito de Esculápio ( tornado deus da cura) e sua filha Hígia, recomendo que pesquisem por conta própria. É claro que o governo oculto nega a autenticidade desses registros, eles são espantosos e perigosos demais para serem divulgados para as massas. Mas esses cientistas que deixaram esses registros são uma raridade, e provavelmente viveram entre o período de Lemúria e Atlântida a milhões de anos atrás. Então vamos comentar sobre os enigmáticos Maias/Astecas.
   A maioria das pessoas quando pensa nos Maias pensa nas pirâmides da América Central, região do México (erroneamente chamadas "pirâmides Maias") e nos monstruosos sacrifícios humanos realizados por eles. Em relação a essas pirâmides recomendo meu outro post desse mesmo blog denominado "O  PLANETA MALDEK" em que falo sobre a origem dessas pirâmides e as do Egito. Mas, basicamente, elas não foram construídas pelos Maias, foram feitas por civilizações alienígenas a aproximadamente 1 milhão e 200 mil anos atrás. Os maias viviam de forma primitiva nessa região desde que vieram fugindo da catástrofe de Atlântida. Então, por volta do ano 400 a.C. começaram a desenvolver sua civilização, principalmente por causa da assessoria de alienígenas que visitaram os Maias durante muito tempo. Eram alienígenas de vários tipos, alguns bons outros não, alguns até tentaram realizar cruzamentos com os Maias para salvar sua espécie da extinção e até deixaram seus filhos alienígenas para trás afirmando que voltariam algum dia. Veja esse estranho registro esculpido pelos Maias/Astecas mostrando alienígenas(parecidos com os greys) e uma nave:
   Os alienígenas conhecidos como Anunnakis, criadores da nossa atual geração humana também visitaram os maias e a América do Sul deixando muitas evidências de sua passagem por aqui onde se encontram múmias de crânios alongados e de gigantes. O próprio Toth deixou sua marca entre os Maias/Astecas e prometeu voltar aqui um dia, em relação a isso recomendo meu outro post desse mesmo blog denominado "NIGISSHZIDDA/TOTH/QUETZACOATL". Os Maias/Astecas de fato desenvolveram uma civilização muito avançada durante todo esse tempo, até os conquistadores espanhóis liderados por Hernán Cortez chegarem, inclusive Cortéz foi confudido com Toth que eles acharam que estava retornando porque era branco e usava barba (assim como Toth). Em relação a isso recomendo o longa de animação chamado "O Caminho Para Eldorado" ele é bem caricato e divertido mas dá pra ter uma noção sobre a chegada dos espanhóis. Um ponto interessante e pouco divulgado é que as cidades Maias/Astecas estavam praticamente pouco habitadas. Segundo Samael Aum Weor(1917-1977) grande místico e escritor, os Mais/Astecas foram para outra dimensão, eles ascenderam para a "quarta dimensão" e desapareceram da região, deixando apenas alguns poucos para trás. Seria complicado agora desenvolver essa teoria, mas diremos simplesmente que eles foram levados para outro planeta após alcançarem um alto nível de desenvolvimento científico e espiritual, provavelmente foram para algum planeta da constelação das Plêiades, um tipo de "reduto" de civilizações humanas bem desenvolvidas científica e espiritualmente. Os Maias/Astecas que ficaram para trás ficaram tristes porque os "deuses" que são na verdade alienígenas não voltaram mais. Assim começaram os rituais de sacrifícios humanos onde eram arrancados os corações das vítimas, começou com rituais para conseguir abundância, para manter o ciclo cósmico e para fazer com que os "deuses" alienígenas voltassem. Essas ideais vieram de sacerdotes depravados e esse tipo de coisa também aconteceu na época do fim decadente de Atlântida. Os sacerdotes/magos negros de Atlântida deram ideias assim ao povo para supostamente "trazer de volta a prosperidade" já que a situação estava catastrófica naquela época. 
   Por isso podemos dizer que esses rituais profanos e insanos eram os restos do que sobrou dos maias/astecas, a parte decadente de sua civilização que alcançou tamanho desenvolvimento e que foi explorado negativamente pelos conquistadores espanhóis. Como se sabe, os religiosos responsáveis por catequizar os índios conquistados foram os jesuítas, é bom o leitor dar uma olhada em meu post desse mesmo blog denominado "QUEM SÃO  OS JESUÍTAS?" para entender que sociedade secreta perigosa eles são. Os jesuítas fizeram as pessoas acreditarem que os Maias/Astecas assassinavam pessoas em rituais de sacrifícios e eram primitivos (embora esse tipo de coisa só tenha acontecido no fim da civilização Maia/Asteca). Os jesuítas também ficaram espantados com as histórias que os Maias/Astecas contavam sobre os "deuses alienígenas" que visitaram eles no passado. Tudo isso e muito mais evidências espantosas foram cuidadosamente escondidas e negadas pelos jesuítas, eles fizeram isso com muitas outras evidências de civilizações indígenas. Dizem que quando os colonizadores chegaram na Ilha de Páscoa, local misterioso com suas estátuas gigantes os Muiais, haviam placas com enigmáticas inscrições provavelmente no estilo denominado "rongorongo" fixadas abaixo dos Muais que foram arrancadas pelos jesuítas e queimadas, ou levadas para os arquivos secretos do Vaticano. Veja um exemplo do estilo de escrita rongorongo:
   Gavin Menzies, autor do livro "1424" grande pesquisador sobre mistérios dos navegantes chineses do passado (recomendo olharem meu outro post nesse mesmo blog denominado "DETALHES OCULTOS SOBRE CRISTÓVÃO COLOMBO") ele observa um detalhe curioso, que as grandes civilizações da América do Sul e Central entraram em decadência exatamente na época em que os conquistadores europeus aqui chegaram, veja esse trecho de seu livro 1434:

   "A sorte favorece os bravos. Os conquistadores encontraram três impérios desesperadamente enfraquecidos nas Américas. Os astecas haviam se tornado psicopatas-canibais que comiam as tribos vizinhas no México. Cortéz foi recebido de braços abertos por milhões(...)Na América Central, o mesmo culto apavorante tinha envenenado os maias. Enfraquecidos por guerras civis, eles também ofereceram uma amostra de resistência. Na América do Sul, o "culto da múmia", professado pelos incas, alcançara seu desfecho inevitável. Sem ter mais para onde se expandir, os incas começaram a lutar uns contra os outros. Eles não conheciam o ferro. Um exército de bonecos acolchoados aguardava Pizarro. Por uma série de coincidências espantosas, cada império sucumbiu a fraquezas fatais no exato momento em que os conquistadores desembarcaram. As três árvores frutíferas haviam amadurecido simultaneamente, nenhuma delas com espinhos. Os conquistadores colheram os frutos(...)os acontecimentos da época de Zheng He foram tão extraordinários que parecia que Deus tinha se cansado de sua criação e decidido tentar algo novo."  

   A observação de Gavin Menzies é espantosamente coerente. Ao analisar as coisas sob esse ponto de vista amplo, percebe-se que a impressão que se dá é que Deus armou tudo para que ficasse fácil dos conquistadores europeus chegarem e destruírem os indígenas das Américas. Esse foi um novo ciclo na história da humanidade, as raças africana, europeias, indígena e asiática se misturaram nas Américas, e o resultado foi isso: nossa atual civilização ocidental.
   Espero ter esclarecido algumas coisas e recomendo a todos que se interessaram por esses assuntos que pesquisem nas fontes indicadas e busquem sempre mais informações.